- PUBLICIDADE -

Rússia quer clonar exército de guerreiros de 3 mil anos

Foto: PA/Russian Geological Society/vk.com
- PUBLICIDADE -

Pode parecer ficção científica, mas os russos querem clonar guerreiros milenares.

A civilização Cita era composta por nômades originários do atual Irã, que viajaram por toda Eurásia durante os séculos IX e II aC

Durante esta época, os citas fundaram um império poderoso, responsável pela conquista de inúmeros povos da região. 

Duas décadas atrás, arqueólogos encontraram os restos mortais destes homens em uma espécie de cemitério, na República de Tuva, no distrito russo da Sibéria.

Esqueletos de casal guerreiro encontrado na Sibéria | Foto: Divulgação

Agora, o ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, sugeriu a possibilidade de clonagem deste exército.

Em abril, durante uma sessão virtual da Sociedade Geográfica Russa, Shoigu apontou para a possibilidade de testes para clonar e trazer de volta à vida este povo guerreiro. 

Durante o evento, o ministro lembrou do caso da primeira ovelha a ser clonada com sucesso pelo homem:

“É claro que gostaríamos muito de encontrar a matéria orgânica, e acredito que vocês entendem o que aconteceria depois disso. Seria possível fazer algo com isso.”

Foto: AFP/Arquivos

No entanto, é importante ressaltar que as características do clima e do solo no local onde os citas foram encontrados permitiram uma excelente preservação dos corpos.

Inclusive, de acordo com o site Popular Mechanics, é possível que novas expedições arqueológicas encontrem vestígios de matéria orgânica intactos em novas escavações na Sibéria.

É bem provável que o comentário de Shoigu tenha sido uma piada, afinal, até hoje, nenhum ser humano foi clonado oficialmente, mas é bom ficarmos atentos…

Sergei Shoigu | Foto: Mil.ru / Wikimedia Commons
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -