Português   English   Español
Português   English   Español

Sakamoto e Haddad divulgam fake news sobre Brumadinho

Sakamoto e Haddad divulgam fake news sobre Brumadinho
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Leonardo Sakamoto, o ex-professor de jornalismo da USP e professor da PUC-SP, que inclusive já criou um curso específico para “combater fake news”, publicou uma notícia falsa para atacar a Reforma Trabalhista comentando o desastre da barragem em Brumadinho.

De acordo com a manchete estampada por Leonardo Sakamoto em seu blog, a “Reforma Trabalhista limita indenização a vítimas da tragédia a 50 salários”.

A forçada de barra de Sakamoto foi compartilhada pelo candidato derrotado do PT na eleição presidencial, Fernado Haddad.

A manchete de Sakamoto foi classificada pelo escritor Flavio Morgenstern, do portal “Senso Incomum“, como “manipuladora”. Segundo ele, dá a entender que a Reforma Trabalhista feita pelo ex-presidente Michel Temer diminuiu “direitos do trabalhador”, como a esquerda adora repetir.

O economista Pedro Fernando Nery, que escreve para o jornal “Gazeta do Povo“, desmentiu a informação falsa compartilhada por Haddad.

A juíza trabalhista Ana Fischer também ofereceu mais explicações sobre a desinformação do Sakamoto:

Ainda de acordo com o texto escrito por Morgenstern, inclusive de onde esta matéria foi adaptada:

Ademais, é preciso falar o tipo de obviedade ao qual sempre precisamos descer quando falamos com alguém como Sakamoto (imagine seus leitores, como um tal Fernando Andrade, além de demais professores e alunos da USP): a palavra “vítimas”, em sua manchete, está ali por pura desinformação. Ora, é óbvio que a Reforma Trabalhista lida apenas com empregados, não com todas as vítimas deste novo desastre que gerou tantas mortes e sofrimento. E a indenização trabalhista é apenas uma parte do que devem (ou deveriam) receber as vítimas do descaso.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!