- PUBLICIDADE -

Salários na Venezuela condenam trabalhadores à pobreza extrema

- PUBLICIDADE -

O salário mínimo na Venezuela está situado no equivalente a US$ 1,20 por dia, abaixo do patamar da miséria estabelecido pela ONU, condenando os trabalhadores do país à pobreza extrema.

As Nações Unidas entendem que a pobreza extrema é medida por uma receita diária inferior a US$ 1,25 e, como tarefa primária, apelou aos Estados-membros para que erradiquem esta problemática antes de 2030.

Hoje, a Venezuela, país com as maiores reservas provadas de petróleo do planeta, oferece ao seu setor produtivo uma renda que lhe mantém na miséria justamente em meio a uma severa crise econômica gerada pela ditadura socialista de Nicolás Maduro.

Mais da metade dos trabalhadores do país caribenho – que recebem o salário mínimo – são incapazes de cobrir suas necessidades mais básicas, sem mencionar as consequências que isto acarreta para as famílias com uma única renda mensal.

A título de exemplo, um operário que trabalhe 30 dias não poderá pagar no final de mês nem sequer um quilo de carne que está acima dos 5.196.000 bolívares e cujo preço aumenta 2,8% a cada dia no meio da espiral hiperinflacionária, segundo dados do Legislativo.

 

Adaptado da fonte EFE
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -