PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Salles avança iniciativa para melhorar gestão da qualidade da água

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Falta de saneamento básico atinge 35 milhões de brasileiros, que não têm acesso a água tratada.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, assinou, nesta segunda-feira (14), um acordo em busca do aprimoramento da gestão da qualidade da água no Brasil

O acordo com a Cooperação com a Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (ABETRE) faz parte das ações da Agenda Ambiental Urbana, lançada pela pasta em 2019.

A iniciativa vai criar uma plataforma digital para automonitoramento e gestão de tempo integral, com a finalidade de aprimorar a gestão da qualidade da água em todo o País. 

A plataforma vai fornecer informações consolidadas sobre a qualidade dos efluentes tratados, oferecer mais transparência para os usuários e gerar incentivo a melhorias operacionais, além de aprimorar a orientação de ações de fiscalização pelos órgãos ambientais e agências reguladoras, com instrumentos para verificação das metas de desempenho dos serviços de tratamento de efluentes.

O ministro Ricardo Salles enfatizou a importância do acordo no cenário ambiental brasileiro: 

“A maior emergência ambiental do Brasil se chama falta de saneamento básico. São 100 milhões de pessoas sem acesso a tratamento de esgoto. O resultado são mais de 4 mil toneladas de esgoto despejado no mar, nos lagos e rios brasileiros todos os dias.” 

E acrescentou:

“Essa nova plataforma vai contribuir para a despoluição de mais de 110 mil km de trechos de rios, que poderão passar a abastecer a população.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.