Salles diz que defendeu a ‘desburocracia’ em reunião ministerial

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Eu defendi que todos os ministérios, incluindo o Ministério do Meio Ambiente, que houvesse espaço para a desburocracia”, diz Salles.

Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, comentou, neste sábado (23), sobre um trecho de sua fala na reunião ministerial de 22 de abril.

Na ocasião, Salles sugeriu¹ mudar o regramento de sua área durante a pandemia de coronavírus:

“Eu acho que o Meio Ambiente é o mais difícil, de passar qualquer mudança infralegal em termos de infraestrutura, instrução normativa e portaria, porque tudo que agente faz é pau no judiciário, no dia seguinte.” 

Ainda na reunião, o ministro do Meio Ambiente acrescentou:

“Então pra isso precisa ter um esforço nosso aqui enquanto estamos neste momento de tranquilidade no aspecto de cobertura de imprensa, porque só fala de COVID e ir passando a boiada e mudando todo o regramento e simplificando normas.”

As declarações de Salles foram duramente criticadas por jornalistas e por membros de entidades ligadas ao meio ambiente.

Em entrevista à emissora² local, horas atrás, Salles disse que o Brasil tem sido apontado internacionalmente como um “país de burocracia e de medidas contraditórias” nos últimos 20 anos:

“O Brasil é um verdadeiro inferno em termos de burocracia […]. Eu defendi que todos os ministérios, incluindo o Ministério do Meio Ambiente, que houvesse espaço para a desburocracia. O que eu defendi na reunião é que as normas infralegais, que não precisam passar pelo Congresso, [poderiam ser aprovadas].”

Referências: [1][2]

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.