Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Salles quer recursos da Lava Jato na Força Nacional Ambiental

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Salles anuncia plano para reduzir desmatamento na Amazônia
Imagem: José Cruz/Agência Brasil
COMPARTILHE

Salles comentou sobre os recursos que serão utilizados para a criação da força-tarefa de proteção à Amazônia proposta por Bolsonaro.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, informou, nesta terça-feira (21), que os R$ 430 milhões transferidos do fundo da Petrobras, no âmbito da Lava Jato, para ações de proteção à Amazônia, serão utilizados na implantação do Conselho da Amazônia

Em dezembro, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou o repasse imediato da verba do fundo abastecido com recursos da Petrobras aos Estados da região da Amazônia Legal.

A verba está sob controle dos Estados. Salles não deixou claro se os governadores estão de acordo com a medida.

O ministro citou, no entanto, que a decisão de Alexandre de Moraes prega que, “obrigatoriamente“, os R$ 430 milhões liberados para os Estados devem ser empregados para a preservação das florestas na região.

Segundo o site Metrópoles, Salles declarou:

“Com relação ao orçamento, já há uma relação sendo estudada e ele será suportado pelo remanejamento de verbas. Portanto, há espaço orçamentário para isso.”

O ministro não soube dizer quando as medidas entrarão em vigor, mas enfatizou a necessidade de uma implementação rápida:

“Tão logo esteja desenhado o modelo. Não temos um prazo desenhado ainda. Os estados já têm o efetivo e o governo tem uma estratégia de ação. O mais rápido possível.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram