- PUBLICIDADE -

Salvini denuncia plano de neonazistas da Ucrânia para matá-lo

Salvini denuncia plano de neonazistas da Ucrânia para matá-lo
- PUBLICIDADE -

“O serviço secreto falou de um grupo ucraniano que estava planejando um ataque contra a minha vida”, afirmou Salvini.

O ministro do Interior e vice-premiê da Itália, Matteo Salvini, disse, nesta terça-feira (16), que um grupo neonazista alvo de operação policial foi enviado por uma organização da Ucrânia para assassiná-lo

Na última segunda-feira (15), a polícia da Itália apreendeu um míssil francês Matra Super 530F, além de diversas armas e objetos relacionados ao nazismo.

As apreensões fazem parte de de uma operação que desarticulou um grupo neonazista que supostamente teve participação no conflito armado na região de Donbass, na Ucrânia.

Segundo o site Sputnik, Savini falou sobre o assunto:

“Essa foi uma das diversas ameaças de morte que recebo todos os dias. O serviço secreto falou de um grupo ucraniano que estava planejando um ataque contra a minha vida. Estou feliz que isso serviu para revelar o arsenal de homens malucos.”

De acordo com a polícia, três pessoas foram presas, incluindo Fabio Del Bergiolo, 50 anos, ativista do partido de extrema direita Forza Nuova.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -