Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

São Paulo não mudará uso da cloroquina, diz Doria

Doria tenta assumir os créditos por liberação da cloroquina
Imagem: Divulgação/Governo São Paulo
COMPARTILHE

“Nós não faremos a distribuição e nem aplicação generalizada da cloroquina”, diz Doria.

João Doria, governador de São Paulo, afirmou, nesta quarta-feira (20), que não haverá mudanças sobre a administração de cloroquina para pacientes de coronavírus no Estado.

A declaração de Doria acontece diante do novo protocolo sobre o medicamento adotado no início do dia pelo Ministério da Saúde.

Em coletiva de imprensa, o governador de SP declarou¹:

“Nós não faremos a distribuição e nem aplicação generalizada da cloroquina, porque a ciência não recomenda. A ciência não orienta este procedimento e em São Paulo nós seguimos o que a ciência.”

O secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann, ressaltou que o uso da cloroquina ainda é condicionado à aceitação do paciente ao tratamento:

“Tem que existir o consentimento informado por escrito do paciente. Ou seja, é uma indicação do médico com o consentimento do paciente.”

A declaração do secretário está de acordo com o protocolo divulgado pelo governo federal.

O médico terá liberdade para o uso, e os pacientes que aceitarem fazer o tratamento com a cloroquina terão que assinar² um termo de consentimento.

Referências: [1][2]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários