Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Sara Winter é transferida para presídio feminino do DF

Winter diz que Moraes ‘nunca mais terá paz na vida’
Imagem: Reprodução/YouTube
COMPARTILHE

Winter e outros integrantes do grupo “300 do Brasil” foram presos no âmbito do inquérito das fake news.

A ativista Sara Winter, líder do grupo “300 do Brasil”, foi transferida, nesta quarta-feira (17), para a penitenciária feminina do Distrito Federal, conhecida como Colmeia.

Winter estava presa temporariamente desde segunda-feira (15) na superintendência da Polícia Federal (PF) após desdobramentos do inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) que investiga “atos antidemocráticos”.

Na última terça-feira (16), outros três integrantes do grupo liderado por Sara também foram presos. Eles estavam na mira da PF desde segunda-feira, e tiveram a prisão pedida junto à de Sara.

No presídio da Colmeia, Winter deve ficar em uma cela individual, “devido à grande exposição das últimas semanas”, disse uma fonte¹ do jornal Metrópoles ligada à administração do presídio feminino.

De acordo² com o site Brasil Sem Medo, que cita o advogado de Winter, a ativista está correndo “risco de vida” após ser transferida.

Referências: [1][2]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE