Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Sargento diz que quartéis da Venezuela não têm comida

Sargento diz que quartéis da Venezuela não têm comida
COMPARTILHE

Membro da Guarda Nacional Bolivariana (GNB), o sargento Carlos Eduardo Zapata abandonou o destacamento fronteiriço onde estava designado neste domingo (24).

O sargento da GNB transformou a ordem de impedir a entrada da ajuda humanitária enviada do Brasil para a Venezuela em uma chance de desertar.

Carlos Eduardo Zapata se desfez do uniforme e, depois de caminhar por várias horas por trilhas clandestinas, entrou na cidade de Pacaraima, em solo brasileiro, para pedir refúgio.

Em conversa com jornalistas brasileiros, o militar afirmou:

“Nos comandos [quartéis] militares, não há comida. Não tem colchões. Nós, os sargentos da Guarda Nacional, estamos dormindo no chão.”

E, segundo a Folha, acrescentou:

“Estamos cobrindo nossas necessidades com nossos soldos, comprando uniformes e botas. Não temos dinheiro para comprar um litro de leite para nossos filhos, os filhos estão magros.”

Zapata foi o terceiro sargento da Guarda Nacional Bolivariana (GNB) a fugira para o Brasil em menos de 24 horas, em um ato de reconhecimento ao líder opositor, Juan Guaidó, como presidente encarregado da Venezuela, como noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários