Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

‘Se tinha um gabinete do ódio, já foi desmontado’, diz Angelo Coronel

Tarciso Morais

Tarciso Morais

'Se tinha um gabinete do ódio, já foi desmontado', diz Angelo Coronel
Imagem: Reprodução/Ana Luiza Sousa
COMPARTILHE

“As pessoas começaram a se proteger. Se tinha um gabinete do ódio, já foi desmontado”, afirmou o senador Angelo Coronel.

O presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, senador Angelo Coronel (PSD-BA), não tem esperanças de encontrar rastros do suposto gabinete do ódio no Palácio do Planalto.

Em conversa com a revista Época, Coronel disse que as provas do chamado gabinete do ódio não devem ser encontradas:

“Ninguém é neném de manter esse gabinete depois que divulgaram essa informação. Ninguém vai deixar rastros para se incriminar.” 

E acrescentou:

“Quem divulgou, errou, levantou a lebre. As pessoas começaram a se proteger. Se tinha um gabinete do ódio, já foi desmontado.”

O senador também chamou de “frouxo” quem faz ataques anônimos na internet:

“Nenhum cidadão quer ser atacado anonimamente na internet. Quem quer atacar alguém tem que botar a cara na tela. Quem usa perfil falso para criticar os outros é um frouxo.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram