Português   English   Español
Português   English   Español

Secretaria do DF fornecerá medicamentos à base de canabidiol

Secretaria do DF fornecerá medicamentos à base de canabidiol
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A decisão vale apenas para pacientes com epilepsia tratados na rede pública de saúde do Distrito Federal.

Pacientes que sofrem de epilepsia e são tratados na rede pública não vão mais precisar recorrer à Justiça para que a Secretaria de Saúde do Distrito Federal forneça medicamentos à base de canabidiol, substância presente na maconha.

É necessário, no entanto, que haja recomendação médica e que os pacientes atendam aos protocolos de uso dos produtos.

Segundo a pasta, é preciso seguir uma série de requisitos estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Primeiro, o paciente deve apresentar a documentação cobrada no site da agência para obter uma autorização de importação individualizada. Depois, deve se cadastrar pelo telefone 160, opção 3, e, no dia agendado, comparecer a uma Farmácia do Componente Especializado, antiga Farmácia de Alto Custo, portando documentos pessoais, receita e relatório médicos além do laudo para solicitação e autorização de medicamentos.

A autorização tem validade de um ano, então é importante estar atento à data para renovação.

De acordo com a secretaria, o processo de importação dos medicamentos à base de canabidiol é complexo e envolve trâmites administrativos de licitação, conversão e câmbio, conferência pela Receita Federal, setor de desembaraço aduaneiro e Anvisa.

Desde 2015, a secretaria adquiriu 206 medicamentos no valor de R$ 147.609,22. Atualmente, no DF, 17 pacientes cadastrados têm ações judiciais para receber os remédios. Desses, nove sofrem de epilepsia.

 

Adaptado da fonte DP

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...