Segurança de promotor é reforçada após ameaça do PCC

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A segurança do promotor Lincoln Gakiya foi reforçada após a divulgação de uma ameaça feita a ele pelo Primeiro Comando da Capital (PCC). O Ministério Público de São Paulo montou uma força-tarefa para investigar o caso.

Considerado referência no combate ao crime organizado, Lincoln Gakiya é autor de denúncias contra membros da facção criminosa.

Por causa de sua atuação contra o PCC, o promotor já contava com escolta.

O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Gianpaolo Smanio, afirmou nesta segunda-feira (10):

O promotor já está devidamente amparado, com toda a segurança necessária para que continue o exercício regular do seu trabalho.

O chefe do Ministério Público estadual também disse que a instituição não seria “intimidada” com as ameaças.

Ele acrescentou:

Se sair um promotor, entram outros. E se saírem esses outros, entram outros. Ou seja, nós sempre teremos promotores realizando o trabalho contra o crime organizado. Se for necessário, serão 2 mil promotores ou promotoras atuando.

Adaptado da fonte Jovem Pan

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.