Português   English   Español

Segurança de promotor é reforçada após ameaça do PCC

Segurança de promotor é reforçada após ameaça do PCC

A segurança do promotor Lincoln Gakiya foi reforçada após a divulgação de uma ameaça feita a ele pelo Primeiro Comando da Capital (PCC). O Ministério Público de São Paulo montou uma força-tarefa para investigar o caso.

Considerado referência no combate ao crime organizado, Lincoln Gakiya é autor de denúncias contra membros da facção criminosa.

Por causa de sua atuação contra o PCC, o promotor já contava com escolta.

O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Gianpaolo Smanio, afirmou nesta segunda-feira (10):

O promotor já está devidamente amparado, com toda a segurança necessária para que continue o exercício regular do seu trabalho.

O chefe do Ministério Público estadual também disse que a instituição não seria “intimidada” com as ameaças.

Ele acrescentou:

Se sair um promotor, entram outros. E se saírem esses outros, entram outros. Ou seja, nós sempre teremos promotores realizando o trabalho contra o crime organizado. Se for necessário, serão 2 mil promotores ou promotoras atuando.

Adaptado da fonte Jovem Pan
Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Assine nossa newsletter...

Inscreva seu e-mail para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Fique tranquilo(a), assim como você, odiamos spam :) Você poderá remover seu e-mail a qualquer momento.

Deixe seu comentário...

Veja também...