Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Seis nomes exonerados do Ministério da Educação

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Seis nomes exonerados do Ministério da Educação

Na mesma edição do Diário Oficial da União, a Casa Civil também nomeou novos ocupantes a três dos seis cargos.

Em edição extra do Diário Oficial publicada na noite desta segunda-feira (11), o governo Jair Bolsonaro formalizou a exoneração de seis nomes do alto escalão do Ministério da Educação.

A portaria do Ministério da Educação, assinada por Abraham Weintraub, ministro-chefe substituto da Casa Civil:

  • Tiago Tondinelli (chefe de gabinete do ministro da Educação);
  • Eduardo Miranda Freire de Melo (secretário-executivo adjunto da Secretaria-Executiva do Ministério da Educação);
  • Ricardo Wagner Roquetti (coronel que atuava como diretor de programa da Secretaria-Executiva do Ministério da Educação):
  • Claudio Titericz (diretor de programa da Secretaria-Executiva do Ministério da Educação);
  • Silvio Grimaldo de Camargo (assessor especial do ministro da Educação);
  • Tiago Levi Diniz Lima (diretor de Formação Profissional e Inovação da Fundação Joaquim Nabuco).

Em nota, o MEC afirmou que as medidas “em nada representam arrefecimento no propósito de combater toda e qualquer forma de corrupção”.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email