Sem aval da Anvisa, Doria anuncia cronograma de vacinação contra coronavírus

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Segundo o governo, o estado já possui 5,2 mil postos de vacinação nos 645 municípios paulistas.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou, nesta segunda-feira (7), que a vacina da China contra o coronavírus começará a ser aplicada a partir do dia 25 de janeiro de 2021.

Segundo o anúncio, profissionais de saúde, indígenas e quilombolas serão os primeiros imunizados. Cada indivíduo receberá duas doses.

Em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, Doria disse que cronograma foi dividido em cinco fases:

“A fase 1, que é essa que começa no dia 25 de janeiro, aniversário da cidade de São Paulo é a fase de imunização que será destinada aos profissionais de saúde, todos eles, e pessoas com mais de 60 anos. A escolha do público-alvo para essa fase 1, levando em consideração a incidência de óbitos de coronavírus no estado de São Paulo.”

Idosos com mais de 75 anos também fazem parte do grupo prioritário, e serão o segundo grupo a receber a vacina.

A primeira dose, para essa população, está prevista para ocorrer em SP a partir do dia 8 de fevereiro.

Apesar dos planos de Doria, a vacina, que está sendo produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, está na terceira fase de teste.

A eficácia do imunizante ainda precisa ser comprovada antes de ser liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.