Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Sem os EUA, 15 países do Pacífico fecham amplo acordo comercial

Sem os EUA, 15 países do Pacífico fecham amplo acordo comercial
COMPARTILHE

China e 14 países do Pacífico fecham maior acordo comercial do mundo e colocam pressão sobre os EUA.

15 nações, incluindo a China, assinaram, neste domingo (15), um acordo de comércio na região do Pacífico.  

Chamado de Parceria Econômica Abrangente Regional (RCEP, na sigla em inglês), o acordo envolve cerca de um terço da economia global e já é considerado o maior acordo de livre-comércio do mundo. 

Dentre os países que assinaram o acordo, estão algumas das economias mais dinâmicas do mundo, e também nações com tensões comerciais recentes com Pequim, como Austrália Japão

Durante reunião com os outros líderes do RCEP, o primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, declarou: 

“Incentivar o livre comércio é ainda mais importante agora que a economia global está em queda e há sinais de que os países estão se voltando para o interior.” 

O pacto, que foi firmado após anos de negociações, representa um desafio para as políticas de comércio internacional dos Estados Unidos

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
1 Comentário
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Cavalo Branco
Cavalo Branco
8 dias atrás

Depois que você fica sabendo do artigo da Bloomberg Businessweek, 04 de Outubro de 2018, não tem como não ficar pessimista com as intensões da China para o mundo. Qualquer país que negocie com esses comunistas ficará refém de uma nação psicopata, paranoica e com aspiração imperialista. Link para o artigo: https://www.bloomberg.com/news/features/2018-10-04/the-big-hack-how-china-used-a-tiny-chip-to-infiltrate-america-s-top-companies

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE