Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

‘Sempre defendi os direitos dos policiais’, diz Flávio Bolsonaro

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Flávio Bolsonaro diz que não se pode colocar um petista na PGR
COMPARTILHE

“Sempre dei apoio a policiais presos injustamente e seus familiares”, escreveu o senador.

O senador Flávio Bolsonaro admitiu, nesta sexta-feira (21), ter visitado o ex-capitão do Bope, Adriano da Nóbrega, na prisão em 2005.

Flávio visitou Adriano no Batalhão Especial Prisional (BEP) para entregar a medalha Tiradentes, a maior honraria concedida pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). 

Em mensagem no Twitter, Flávio declarou:

“Sempre defendi os direitos dos policiais. Visitei inúmeras vezes o Batalhão Prisional da PM (BEP) para ouvir PMs presos injustamente. Vários foram inocentados e voltaram para seus batalhões, trabalhando desmotivados porque foram abandonados pela Corporação quando mais precisavam.”

E acrescentou:

“Há 15 ANOS (!!!), quando homenageei Cap Adriano e os PMs de sua guarnição, estavam presos injustamente acusados de matarem um flanelinha, tanto que, logo após, foram absolvidos pois tratava-se de um perigoso traficante que tentou matar policiais. Eu estava certo!”

O senador completou:

“Sempre dei apoio a policiais presos injustamente e seus familiares, como quando levei a Defensoria Pública para dentro do BEP, ou na comissão especial que presidi na Alerj para reintegrar PMs excluídos injustamente. Foram INÚMEROS reintegrados pelo meu trabalho à época.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram