Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Senado da Argentina transfere juízes com processos contra Kirchner

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Cristina Kirchner será julgada pela Suprema Corte da Argentina
COMPARTILHE

A sessão teve a abstenção da oposição. Kirchner segue escapando da Justiça.

O Senado da Argentina aprovou, nesta quarta-feira (16), a transferência de três juízes responsáveis por processos judiciais contra a vice-presidente Cristina Kirchner para outros tribunais.

Os juízes Leopoldo Bruglia, Pablo Bertuzzi e Germán Castelli precisavam de uma ratificação do Parlamento para permanecer nos tribunais que ocuparam nos últimos anos na Câmara Federal.

No entanto, a votação do Senado decidiu pela transferência, o que afasta os magistrados dos processos contra Kirchner.

Os três já avisaram que pretendem recorrer à Corte Suprema de Justiça.

Kirchner, investigada em nove casos, a maioria por suposta corrupção, foi presidente entre 2007 e 2015 e agora ocupa a vice-presidência no governo de Alberto Fernández.

“A pauta de hoje é afastar três juízes que atuam em casos nos quais a vice-presidente está envolvida”, criticou o senador da oposição Martín Lousteau, destaca a revista IstoÉ.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram