Senado dos EUA quer isolar ainda mais o ditador Maduro

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Um novo projeto de lei abrangente para lidar com a crise na Venezuela foi apresentado nesta segunda-feira (24)  no Senado dos Estados Unidos.

A proposta é uma tentativa de aumentar a pressão “política, econômica e diplomática” contra a ditadura de Nicolás Maduro. A ideia é ajudar o governo de Donald Trump a isolar ainda mais o regime chavista.

Os dois principais pontos do projeto são o aumento as sanções para “agentes do governo venezuelano” e o envio de US$ 40 milhões para assistência humanitária.

Deste dinheiro, US$ 20 milhões iriam para a crise interna e outros US$ 20 milhões para os países vizinhos, diante dos “desafios do crescimento da migração venezuelana”.

O projeto também concede US$ 14,5 milhões para “apoiar a sociedade civil democrática” na Venezuela e outros US$ 500 mil para a observação internacional de eleições democráticas.

Não está claro como esse dinheiro seria dividido ou quanto poderia ser enviado ao Brasil.

Nesta terça-feira (24), às margens da Assembleia-geral da ONU, cinco países da América do Sul vão denunciar o ditador Maduro ao Tribunal Penal Internacional.

Adaptado da fonte Estadão

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.