PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Senado votará decreto de calamidade pública à distância

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A informação da antecipação da votação foi anunciada pela A Secretaria-Geral da Mesa da Casa.

O Senado Federal antecipou para esta sexta-feira (20), às 11h, a votação do decreto de calamidade pública.

Será a primeira votação remota realizada pela Casa desde o Ato que instituiu a possibilidade de votar matérias sem que os parlamentares compareçam ao Senado, destaca O Globo

A medida solicitada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, foi aprovada na noite de quarta-feira (18), na Câmara dos Deputados

Depois que for aprovado no Senado, o governo fica autorizado a flexibilizar o uso do orçamento e a não cumprir a meta fiscal.

Confira outras notícias sobre como a pandemia de coronavírus está afetando o cenário nacional:

Rio de Janeiro terá quatro hospitais de campanha para 1,1 mil pessoas 

Os governos do estado e do município do Rio de Janeiro anunciaram a criação de quatro hospitais de campanha para ampliar o atendimento a pacientes devido à pandemia de infecção pelo novo coronavírus. No total, devem ser agregados 1,1 mil leitos ao sistema público de saúde no Grande Rio.

Prefeitura de Niterói fecha acesso às praias para conter coronavírus

A partir de hoje, a prefeitura de Niterói, na região metropolitana do Rio, vai bloquear os acessos às 15 praias da cidade, entre elas, Icaraí, Camboinhas, Piratininga, Itacoatiara, Itaipu, além de determinar o fechamento de shoppings, centros comerciais, restaurante e clubes.

Governo adia por 120 dias pente-fino em benefícios do BPC 

O governo decidiu adiar por 120 dias os bloqueios de pagamentos e de suspensão de benefícios pagos por meio do BPC (Benefício de Prestação Continuada), pago a idosos e pessoas com deficiência de baixa renda.

Caixa não vai cobrar dívidas de clientes por 60 dias

Em medida contra os impactos do novo coronavírus, a Caixa Econômica Federal anunciou nesta quinta-feira (19/03) a redução da taxa de juros do crédito consignado para 1,99% ao mês. Além disso, o banco não vai cobrar dívidas de clientes pessoa física pelo prazo de 60 dias.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.