Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Senador do PSD é acusado de gastar verba pública em firmas da família

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Senador do PSD é acusado de gastar verba pública em firmas da família
COMPARTILHE

Angelo Coronel é acusado de gastar R$ 566 mil de verba pública em firmas da família e de assessor.

O presidente da CPMI das Fake News, senador Angelo Coronel (PSD-BA), foi acusado de gastar R$ 566 mil em recursos públicos com empresas de comunicação que pertencem a seus familiares e a um ex-assessor.

Os gastos teriam sido feitos entre 2015 e 2018, período em que o senador era deputado estadual na Bahia, com recursos da cota parlamentar, denuncia o jornal Folha de S.Paulo. Ele nega que tenha usado a verba de forma irregular.

Em quatro anos, ainda segundo o jornal, o gabinete de Angelo Coronel emitiu 11 ordens de pagamento no valor total de R$ 173 mil para a BS2 Marketing e Publicidade. A empresa pertence a um conglomerado que tem um dos filhos do senador como presidente.

Além desta empresa, o então deputado Angelo Coronel gastou outros R$ 392 mil da verba da cota parlamentar com a XYZ Comunicação e Marketing. Ainda segundo a Folha, a empresa pertence a Marcelo Cerqueira dos Santos, que atuou assessor do parlamentar do PSD na Assembleia Legislativa da Bahia.

Em nota, o senador Angelo Coronel afirmou que as empresas prestaram serviços de divulgação de mandado parlamentar e destacou que esta “deve ser confiada a pessoas de estrita confiança por ser estratégica para o mandato”.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.