Senador do Rio defende conservadorismo e a defesa da família

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Arolde diz que pauta conservadora reage a ativismo LGBT sem tirar direitos.

Eleito pelo voto evangélico e com o apoio do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), o senador eleito pelo Rio de Janeiro Arolde de Oliveira (PSD) vai ao Senado para sustentar o conservadorismo e o que chama de “defesa da família”.

A pauta assusta grupos como o LGBT, que teme a perda de direitos, tese refutada por Arolde.

O senador eleito declarou:

A pauta conservadora não tira direitos LGBT, apenas reage ao ativismo LGBT querer impor ao conservador a prática deles.

O senador eleito entende como ativismo de grupos LGBT o que diz ser uma imposição do que chama de “ideologia de gênero” nas escolas.

Nove vezes deputado federal, Arolde considera que o debate sobre gênero em salas de aulas faz parte de um processo de desconstrução da cultura cristã.

 

Adaptado da fonte UOL

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.