Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Senador quer punições contra Twitter e Facebook

'Se tinha um gabinete do ódio, já foi desmontado', diz Angelo Coronel
Imagem: Reprodução/Ana Luiza Sousa
COMPARTILHE

Coronel quer acessos a “dados sobre perfis e grupos que podem fazer parte de milícias digitais”.

O senador Ângelo Coronel (PSD-BA), presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, segue falando sobre a existência de uma suposta “milícia digital” na internet brasileira.

Coronel acionou advogados do Senado Federal para analisar a possibilidade de adotar alguma medida contra as empresas Facebook e Twitter.

Em mensagem no próprio Twitter, nesta segunda-feira (2), o parlamentar explicou que se deve ao fato de as duas gigantes da internet se recusarem a repassar informações sobre os usuários para a comissão.

“Facebook e Twitter […] se recusam a passar à CPMI das Fake News dados sobre perfis e grupos que podem fazer parte de milícias digitais”, escreveu Coronel.

“É bom lembrar que o STJ já entendeu que essas empresas, por atuarem no Brasil, devem se submeter às decisões da Justiça brasileira”, completou o senador.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários