Português   English   Español

Senador Republicano hostilizado por esquerdistas em restaurante

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O senador republicano Ted Cruz foi obrigado a deixar um restaurante de Washington, capital dos Estados Unidos, na noite de segunda-feira (24), após ser alvo de um grupo de militantes de esquerda.

O grupo de manifestantes chegou ao local para protestar contra o juiz indicado à Suprema Corte, Brett Kavanaugh, acusado de ter abusado de duas mulheres décadas atrás.

As denunciantes não apresentaram nenhuma prova para confirmar as acusações.

A militância esquerdista gritava “nós acreditamos nas sobreviventes!” e entre palavrões, pediram que Ted Cruz confessasse seu voto em relação a Kavanaugh, algo que o senador não fez.

Nas imagens, o republicano, antes de deixar o estabelecimento, se dirige a uma mulher e diz: “que Deus te abençoe”.

O episódio lembra ao da secretária de Segurança Nacional, Kirstjen Nielsen, que foi vaiada em um restaurante mexicano da capital, em junho, como protesto pela política anti-imigração ilegal do governo de Donald Trump.

Seu colega Stephen Miller, um dos assessores de Trump, parte da linha dura da imigração, passou por algo semelhante dias atrás em outro restaurante mexicano de Washington.

A onda de hostilidade contra políticos direitistas nos Estados Unidos avança sistematicamente, com proeminentes líderes do Partido Democrata pedindo abertamente para que a perseguição seja mantida, conforme reportado pela Renova Mídia.

Adaptado da fonte EFE

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações