Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Senadores ameaçam não votar 2º turno da reforma da Previdência

Senadores ameaçam não votar 2º turno da reforma da Previdência
COMPARTILHE

A expectativa do governo é concluir a votação da reforma no Senado até o dia 10 de outubro. Parlamentares não estão animados com esta ideia.

A insatisfação dos senadores foi manifestada na manhã desta terça-feira (1º) por líderes partidários em reunião para discutir os procedimentos para a votação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e no Plenário. Ambas as votações estão marcadas para hoje.

Os senadores mantiveram o plano de votar o texto nesta terça-feira. Mas ameaçaram não votar em segundo turno na próxima semana, informa o site Congresso em Foco.

O líder do PSL no Senado, Major Olimpio, afirmou que o governo Jair Bolsonaro precisa reagir imediatamente para resolver as demandas dos parlamentares:

“Foi costurado para que respeitássemos hoje o primeiro turno, mas precisaremos ter uma série de ações para que haja a votação em segundo turno – não é até o dia 10 -, mas que se vote o segundo turno. Eu também conto [com a data de 10 de outubro], mas não foi o sentimento passado pela esmagadora maioria dos senadores.”

O senador acrescentou:

“Temos muitas pendências. Não há, neste momento, garantia dos senadores para a data de votação em segundo turno. Não está definido o que poderá acontecer.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários