Senadores articulam frentes para impedir Calheiros de chegar à Presidência

Português   English   Español
Senadores articulam frentes para impedir Calheiros de chegar à Presidência
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Renan Calheiros é um dos poucos caciques políticos que permanecerão no cargo a partir de fevereiro e que tenta presidir o Senado pela quarta vez.

Assim como ocorreu na eleição presidencial, a escolha de quem comandará o Congresso Nacional pelos próximos dois anos será definida por grupos a favor e contra a chamada “velha política”, neste caso, representada pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL).

Sem o apoio do presidente Jair Bolsonaro, Renan acompanha, nos bastidores, a pretensão de Tasso Jereissati (PSDB-CE) de firmar uma espécie de acordo tácito com a base aliada para derrotar o emedebista, mesmo que numa votação apertada e secreta.

Assim como Renan, o tucano não se colocou oficialmente como candidato, mas busca líderes de outros partidos para avaliar suas chances de vitória.

Segundo a “VEJA” apurou, apesar da discrição, o tucano já se reuniu com líderes do DEM, do PSD e do Podemos e tem marcada para o dia 28 uma reunião com o governador de São Paulo, João Doria, para tratar de eleição.

Depois que o presidente do PSDB, Geraldo Alckmin, se afastou do dia a dia partidário, ainda que extraoficialmente, Doria tem ocupado o espaço de líder dos tucanos.

A entrada de Doria na campanha de Tasso é considerada essencial para atrair o apoio de Bolsonaro e convencer o senador eleito Major Olímpio (PSL-SP) a se retirar da disputa, já que ainda não conseguiu agregar apoio.

SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...

SIGA A RENOVA