Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Senadores impõem sigilo a gastos com a cota parlamentar

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Senadores impõem sigilo a gastos com a cota parlamentar

12 senadores impuseram sigilo a gastos. Recusa tem como base parecer de 2016.

Outros parlamentares passaram a seguir a decisão do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), de manter em sigilo as notas fiscais que justificam seus gastos com a chamada cota parlamentar.

Pelo menos 12 senadores negaram pedidos feitos via Lei de Acesso à Informação com a mesma justificativa.

A recusa em abrir os detalhes dos gastos tem como base um parecer de 2016, produzido na gestão de Renan Calheiros (MDB-AL) na presidência da Casa.

O documento afirma que qualquer senador pode se negar a apresentar uma nota fiscal, quando julgar necessário, por questões que envolvem a sua própria segurança.

Uma reportagem do jornal Estadão teve acesso a uma lista com 60 pedidos negados com base neste parecer, referentes a pelo menos 12 senadores.

Além de Alcolumbre, aparecem Telmário Mota (Pros-RR), Omar Aziz (PSD-AM), Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Eduardo Braga (MDB-AM).

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email