- PUBLICIDADE -

Senadores pedem quebra de sigilo de áudios interceptados do PCC

- PUBLICIDADE -

Senadores dizem que “as afirmações feitas são graves” e é de “fundamental importância que o inteiro teor de todos os diálogos” seja revelado.

O senadores Major Olímpio e Soraya Thronicke, ambos do Partido Social Liberal (PSL), apresentaram, nesta segunda-feira (12), ao Ministério Público Federal (MPF) um ofício pedindo a quebra do sigilo dos áudios de lideranças do Primeiro Comando da Capital (PCC), no âmbito da Operação Cravada, da Polícia Federal (PF).

Em uma das conversas interceptadas pela PF, o criminoso conhecido como Elias, de nome Alexsandro Roberto Pereira, que atuava como tesoureiro nacional do PCC, um dos membros da facção criminosa fala que havia um “diálogo cabuloso” com o Partido dos Trabalhadores (PT).

O Antagonista obteve, em primeira mão, o ofício enviado pelo senadores do PSL à Procuradoria-Geral da República (PGR) pedindo a quebra de sigilo dos áudios interceptados.

“As afirmações feitas são graves e é de fundamental importância que o inteiro teor de todos os diálogos e demais dados, constantes da investigação, tornem-se públicos”, diz trecho do documento.

“A bem do interesse público e tendo em vista o teor do diálogo divulgado, não há motivos que ensejem qualquer sigilo, uma vez que o interesse da sociedade está posto para o conhecimento da realidade dos fatos já investigados, até mesmo pela gravidade de seu conteúdo”, acrescenta os senadores.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -