Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Senadores questionam Alcolumbre por viagem secreta em jato da FAB

“Autoridade pública pode viajar de jatinho da FAB para agenda secreta”, questiona senador.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Alcolumbre aponta dificuldades para privatização da Eletrobras
COMPARTILHE

Um grupo de senadores enviou ofício ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, questionando sobre uma suposta viagem, em avião da Força Aérea Brasileira (FAB), para conversar com o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A viagem teria acontecido sem agenda pública e durante uma sessão do Congresso Nacional

O tema da reunião com Moraes teria sido a reeleição de Alcolumbre e o deputado Rodrigo Maia, que também participou da reunião não oficial.

De acordo com reportagem publicada, na última terça-feira (25), pela CNN Brasil:

“Alcolumbre e Maia viajaram de FAB até São Paulo para o jantar na residência de Moraes no mesmo momento em que os senadores derrubavam o veto presidencial que vedava o aumento de salários do funcionalismo público, cujo impacto nas contas era de R$ 120 bilhões.

A leitura no jantar foi a de que é preciso defender uma tese de que presidentes da Câmara e do Senado podem se reeleger uma vez ao cargo e abandonar a tese defendida até então por Alcolumbre de que um senador pode se candidatar à reeleição à presidência da mesa em qualquer momento dentro do mandato de oito anos.”

O documento é assinado pelos senadores Alessandro Vieira (Cidadania), Oriovisto Guimarães (Podemos), Kajuru (Cidadania) e Eduardo Girão (Podemos).

Em conversa com o blog Antagonista, o senador Vieira lançou a seguinte questão: 

“Autoridade pública pode viajar de jatinho da FAB para agenda secreta, durante sessão do Congresso Nacional?”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM