- PUBLICIDADE -

Sensação do tato é implementada em braço robótico

Sensação do tato é implementada em braço robótico
- PUBLICIDADE -

Cientistas tentam recriar o “feedback tátil” que vem das nossas mãos.

Um grupo de cientistas dos Estados Unidos conseguiu trazer a sensação de tato para o braço robótico do norte-americano Nathan Copeland.

Em 2004, Copeland, que tinha 18 anos de idade, sofreu um acidente de carro e perdeu a capacidade de sentir e de movimentar a maior parte do seu corpo. 

Nos últimos meses, uma equipe da Universidade de Pittsburgh liderada pela professora de medicina, Jennifer Collinger, está obtendo sucesso na busca de agilizar a movimentação do paciente através do sentido do tato.

Copeland foi convidado para participar de um estudo experimental que tentava permitir que uma pessoa controlasse um braço robótico usando apenas ondas cerebrais. 

Nathan Copeland

A interface cérebro-computador (BCI) consegue traduzir os impulsos elétricos do cérebro do paciente em comandos para o membro mecânico.

A recente adição do sentido de tato, de acordo com a NPR, serve como uma melhoria desse sistema, permitindo que o paciente realize suas atividades de maneira mais rápida. 

De acordo com o site Wired, a professora declarou:

“Até mesmo para algo simples como segurar um copo e tentar manter a quantidade certa de pressão conforme você o move para outro local, você depende do feedback tátil que vem da sua mão.”

Anteriormente, Copeland levava cerca de 20 segundos para segurar algum objeto — agora, com a nova adição, o homem faz a mesma tarefa em 10 segundos. Confira no vídeo.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -