Português   English   Español

Sérgio Cabral se torna réu pela 26ª vez

Sérgio Cabral se torna réu pela 26ª vez

Cabral vira réu pela 26ª vez acusado por lavar dinheiro através de restaurantes.

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, virou réu pela 26ª vez, acusado de lavagem de dinheiro, por meio da rede de restaurantes japoneses Manekineko.

Além de Cabral, foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF), a mulher dele, Adriana Ancelmo, Thiago de Aragão Gonçalves Pereira e Silva e Ítalo Garritano Barros.

Desta vez, Cabral virou réu pelo crime de lavagem de ativos. Ao aceitar a denúncia, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, destacou que o crime foi verificado em 16 oportunidades distintas, ocultado em quase dois anos e dissimulada a origem, natureza, disposição, movimentação e a propriedade de, pelo menos, R$ 3,1 milhões.

Segundo o juiz, o propósito era “distanciar ainda mais o dinheiro de sua origem ilícita, derivado de crimes de corrupção praticados pela organização criminosa chefiada por Sérgio Cabral , mediante a emissão de notas fiscais falsas, relativas à prestação de serviços advocatícios inexistentes do escritório Ancelmo Advogados para o restaurante Manekineko”.

 

Adaptado da fonte IG
Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Assine nossa newsletter...

Inscreva seu e-mail para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Fique tranquilo(a), assim como você, odiamos spam :) Você poderá remover seu e-mail a qualquer momento.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...