Português   English   Español

Sergio Moro a favor do cidadão brasileiro ter uma arma em casa

Em sua primeira entrevista para um veículo impresso após ser escolhido ministro da Justiça, Sergio Moro comentou sobre as operações policiais e liberação do porte de arma.

Sergio Moro defendeu a redução da maioridade penal para 16 anos, mas apenas em casos de crimes graves, que segundo ele seriam os crimes “com resultado de morte ou lesão corporal gravíssima, crimes de sangue”.

Já para o porte de arma, o futuro ministro diz que as falas do presidente eleito Jair Bolsonaro são “questão de plataforma eleitoral” e que a proposta seria de porte apenas em casa.

Moro explicou:

Havia uma política restritiva para a pessoa obter uma arma para guardar em casa e a promessa eleitoral é que isso seria flexibilizado.

E ressaltou:

A meu ver isso tem que ser cumprido, já que foi parte de uma promessa eleitoral. Mas é algo bem diferente de autorizar as pessoas a saírem armadas nas ruas.

O juiz ressaltou que não haverá porte para armas automáticas, como fuzis. “É uma situação diferente da que acontece nos Estados Unidos”, afirma.

 

Adaptado da fonte InfoMoney

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter