Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Sergio Moro defende ‘cárcere duro’ para facções criminosas

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Sergio Moro defende 'cárcere duro' para facções criminosas
COMPARTILHE

“Não se resolve o problema da criminalidade simplesmente soltando criminoso”, afirmou o ministro Moro.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu “cárcere duro” para o Primeiro Comando da Capital (PCC) e todas as facções criminosas violentas.

Na noite da última segunda-feira, 19 de agosto, Moro participou de evento em Marília, no interior de São Paulo, onde fez um longo pronunciamento sobre a estratégia do governo Jair Bolsonaro para o combate ao crime organizado.

Segundo o site UOL, Moro falou sobre o que considera ser o melhor caminho para sufocar grupos que detêm o controle de prisões em vários Estados:

“Muitas organizações poderosas estão sediadas em presídios, funcionam como verdadeiras sedes do crime organizado. A resposta não é fácil, mas os criminosos têm que ficar presos. Não se resolve o problema da criminalidade simplesmente soltando criminoso, como esses que atentaram contra a população civil do Ceará.”

Condecorado com o título de Doutor Honoris Causa da Unimar (Universidade de Marília), Moro pregou o isolamento das lideranças das facções no regime que denominou “cárcere duro”:

“Temos instrumentos que vêm de outros governos, os presídios federais de segurança máxima, baseados naqueles modelos chamados cárcere duro na Lei de Execução Penal italiana, cárceres dos mafiosos, ou as superprisões dos Estados Unidos.”

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.