Português   English   Español

Seria a Argélia o novo “berço da humanidade”?

Pesquisadores encontram ferramentas de pedra e ossos de animais abatidos por hominídeos há cerca de 2,4 milhões de anos. Descoberta antecipa em 600 mil anos a presença de ancestrais humanos no norte da África.

Os seres humanos podem ter começado a usar ferramentas de pedra para abater animais muito antes – e numa parte diferente do mundo – que se pensava até então.

Uma equipe de pesquisadores encontrou na Argélia ferramentas de pedra e ossos de animais decepados datados em até 2,4 milhões de anos.

A descoberta coloca em questão o título de “berço da humanidade” dado à África Oriental, segundo a pesquisa publicada na revista científica “Science” na sexta-feira (30).

O estudo relatou a descoberta de cerca de 250 ferramentas primitivas e 296 ossos de animais no sítio arqueológico de Ain Boucherit, em Setif, cerca de 300 quilômetros a leste da capital Argel.

A descoberta foi feita por uma equipe de pesquisadores de Espanha, Austrália, França e Argélia, informa a DW.

Seria a Argélia o novo "berço da humanidade"?

Arqueólogos no sítio arqueológico de Ain Boucherit.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter