Serviço Secreto visitou Morrissey após comentário sobre morte de Trump

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O ex-vocalista do The Smiths recebeu a visita de agentes do Serviço Secreto dos Estados Unidos após falar sobre a morte de Donald Trump durante entrevista.

Um repórter da revista alemã Der Spiegel perguntou ao cantor: “Se existisse um botão que quando você apertasse Trump morresse. Você apertaria ou não?”

Morrissey respondeu:

Eu apertaria pela segurança da raça humana. Não tem nada a ver com minha opinião pessoal sobre ele ou sua família, mas, pelo interesse da raça humana, eu apertaria sim.

Estas não foram as únicas palavras dele contra Trump na entrevista:

Eu acho que ele é terrível. Um flagelo terrível. E, como eu disse, ele é a maior ameaça à segurança nacional da América e, consequentemente, do resto do mundo.

As palavras de Morrissey não passaram despercebidas pelo Serviço Secreto. Ele comentou sobre a visita em vídeo no Youtube:

Como resultado adicional da entrevista ao Der Spiegel, fui interrogado pelo Serviço Secreto Americano, que foram muito, muito bons. E eu entendo a posição deles. Então, tudo ocorreu muito, muito bem, e eles me garantiram que não existe motivo de preocupação.

O serviço secreto declinou comentar sobre o assunto, mas Morrissey não sabe se poder visitar mais a nação de Donald Trump:

Não sei se tenho mais permissão para visitar livremente a América, eu realmente não sei. Eu tenho que esperar pra ver se posso entrar no país novamente. Se não puder, devo agradecer muito sinceramente a todos os que me apoiam nos EUA.

 

Com informações de: (1)

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.