Português   English   Español

Serviço Secreto visitou Morrissey após comentário sobre morte de Trump

O ex-vocalista do The Smiths recebeu a visita de agentes do Serviço Secreto dos Estados Unidos após falar sobre a morte de Donald Trump durante entrevista.

Um repórter da revista alemã Der Spiegel perguntou ao cantor: “Se existisse um botão que quando você apertasse Trump morresse. Você apertaria ou não?”

Morrissey respondeu:

Eu apertaria pela segurança da raça humana. Não tem nada a ver com minha opinião pessoal sobre ele ou sua família, mas, pelo interesse da raça humana, eu apertaria sim.

Estas não foram as únicas palavras dele contra Trump na entrevista:

Eu acho que ele é terrível. Um flagelo terrível. E, como eu disse, ele é a maior ameaça à segurança nacional da América e, consequentemente, do resto do mundo.

As palavras de Morrissey não passaram despercebidas pelo Serviço Secreto. Ele comentou sobre a visita em vídeo no Youtube:

Como resultado adicional da entrevista ao Der Spiegel, fui interrogado pelo Serviço Secreto Americano, que foram muito, muito bons. E eu entendo a posição deles. Então, tudo ocorreu muito, muito bem, e eles me garantiram que não existe motivo de preocupação.

O serviço secreto declinou comentar sobre o assunto, mas Morrissey não sabe se poder visitar mais a nação de Donald Trump:

Não sei se tenho mais permissão para visitar livremente a América, eu realmente não sei. Eu tenho que esperar pra ver se posso entrar no país novamente. Se não puder, devo agradecer muito sinceramente a todos os que me apoiam nos EUA.

 

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter