Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Sinagoga do século 14 reabre em Alexandria, no Egito

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Sinagoga do século 14 reabre em Alexandria, no Egito
Imagem: Reprodução/AFP

Egito foi o primeiro país árabe a assinar um tratado de paz com Israel em 1979. Restauração é sinal de tolerância.

O governo egípcio reabriu, na última sexta-feira (10), uma sinagoga do século 14 que foi restaurada na cidade de Alexandria

A restauração faz parte da política de recuperação da rica herança cultural e religiosa do Egito, além de ser um sinal de tolerância no país de maioria muçulmana.

Eliyahu Hanavi, que é a maior das duas sinagogas existentes em Alexandria, possui vitrais verdes e violetas e imponentes colunas de mármore. A reforma começou em 2016, depois do colapso do telhado.

Imagem: Reprodução/Twitter

Construída em 1354, a sinagoga ficou totalmente danificada apó ser bombardeada durante a invasão do Egito pela França de Napoleão Bonaparte, em 1798. Em 1850, um novo edifício foi construído sobre o original.

A obra de revitalização custou US$ 6,2 milhões, cerca de R$ 25,3 milhões. A restauração incluiu a fachada, a decoração e o sistema de iluminação, informa o site UOL.

A cidade de Alexandria chegou a abrigar no passado 40 mil judeus. Atualmente, no entanto, poucos deles restam no país.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email