Português   English   Español
Português   English   Español

Sinais de doenças cardíacas encontrados em múmias de 4 mil anos

Sinais de doenças cardíacas encontrados em múmias de 4 mil anos

Pesquisadores encontraram indícios de que colesterol alto não é um problema do homem moderno. 

Um estudo da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, provou que há 4 mil anos o colesterol alto já era um problema comum entre membros da espécie humana.

Ao analisar as artérias de cinco múmias milenares, três homens e duas mulheres entre 18 e 60 anos, originárias do Egito e da América do Sul, os cientistas encontraram um grande acúmulo de colesterol nas amostras.

Os danos detectados pelos pesquisadores só ocorrem em estágios mais avançados de problemas do coração. Para eles, a quantidade de colesterol acumulada indica um estágio avançado de aterosclerose – doença caracterizada pelo acúmulo de placas de gordura nas paredes das artérias, restringindo o fluxo sanguíneo, informa a revista Super Interessante.

Esta é a primeira evidência de lesões arteriais em estágio avançado em múmias de diferentes partes do mundo.

De acordo com o estudo publicado na revista Science Direct, essas descobertas levam a crer que doenças cardíacas podem ter sido algo comum nos tempos antigos, e começado a causar óbitos já naquela época. 

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!