Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Sindicalistas entram em greve na Petrobras

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Sindicalistas entram em greve na Petrobras
Imagem: Reprodução/FUP

Em nota, a Petrobras explicou que considera o movimento grevista como “descabido”.

Uma greve na Petrobras teve início na madrugada de sábado, 1º de fevereiro, segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP). 

Mais de 7 mil funcionários em dez estados estariam participando do movimento grevista.

A FUP ainda esclareceu que os grevistas representam 12% dos 55 mil empregados da Petrobras.

Ainda de acordo com a entidade, a greve afeta 15 unidades da empresa e subsidiárias, como a Transpetro, a Refinaria Duque de Caxias (Reduc) e a Refinaria do Nordeste (RNEST), registra o site Congresso em Foco.

A greve, por tempo indeterminado, foi aprovada pelos 13 sindicatos filiados à FUP, como noticiou a RENOVA

O diretor da federação, Gerson Castelano, afirmou que o movimento contesta as mil demissões feitas pela Petrobras na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen-PR).

Em nota, a Petrobras explicou que considera o movimento grevista como “descabido, pois as justificativas são infundadas e não preenchem os requisitos legais para o exercício do direito de greve”.

“Os compromissos pactuados entre as partes vêm sendo integralmente cumpridos pela Petrobras em todos os temas destacados pelos sindicatos”, diz o texto.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias