Sindicato anuncia greve na Embraer após demissões

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Na opinião dos sindicalistas, a medida impede a conclusão do processo de desligamento dos empregados.

Funcionários da Embraer decidiram entrar em greve, nesta quinta-feira (3), após a empresa anunciar a demissão de 900 trabalhadores. 

Em nota, segundo a Agência Brasil, o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos declarou:

“Os trabalhadores da Embraer aprovaram em assembleia, nesta quinta-feira, a deflagração de greve contra as demissões anunciadas pela empresa. Com isso, a Embraer fica proibida de concluir os cortes dos 2.500 trabalhadores [900 demissões somadas a 1.600 desligamentos de funcionários que aderiram a planos de demissão voluntária propostos pela empresa]. A legislação brasileira proíbe a demissão de grevistas.”

Em assembleia realizada na tarde de ontem, além do pedido de reversão das demissões, os sindicalistas aprovaram proposta de um teto salarial de R$ 50 mil na companhia.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.