PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

‘Síndrome de Havana’ afeta diplomatas dos EUA em Viena

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Doença misteriosa afeta diplomatas dos EUA na capital da Áustria.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O governo dos Estados Unidos está investigando uma série de incidentes em Viena, capital da Áustria, envolvendo diplomatas e outros funcionários administrativos.

Mais de 20 funcionários relataram sintomas semelhantes à “Síndrome de Havana”, isto é, uma doença cerebral misteriosa.

Os americanos reclamam de sintomas que vão desde tontura, perda de equilíbrio, perda auditiva e ansiedade até algo que eles descreveram como “névoa cognitiva“.

Os ataques, que ainda não têm explicação, começaram a acontecer desde que o presidente Joe Biden assumiu o cargo em janeiro.

Os cientistas americanos dizem que a síndrome é provavelmente causada por radiação de micro-ondas direcionada. 

A doença foi relatada pela primeira vez em Cuba durante os anos de 2016 e 2017.

Na época, os EUA acusaram a ditadura cubana de realizar “ataques sônicos“, mas o país caribenho nega veementemente. 

Um estudo acadêmico dos EUA de 2019 encontrou “anormalidades cerebrais” nos diplomatas que adoeceram, mas Havan rejeitou a veracidade do relatório.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.