Português   English   Español

Sobe para 154 número de mortos na repressão do governo da Nicarágua

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

A crise sociopolítica na Nicarágua desencadeada pelos protestos contra o presidente Daniel Ortega e as respostas repressivas do governo já deixou pelo menos 154 vítimas em 57 dias.

As informações foram concedidas nesta quarta-feira (13) pela ONG Centro Nicaraguense de Direitos Humanos (Cenidh).

A lista inclui apenas vítimas confirmadas, por isso o número pode ser maior, se forem consideradas pessoas que foram reportadas como mortas, ou de desaparecidos que podem ter morrido.

As últimas oito mortes foram confirmadas nas últimas 48 horas, depois de ataques da Polícia Nacional, forças “parapoliciais” e grupos de confronto governistas, nas cidades de Diriamba, Jinotepe, León, Manágua, Masatepe, Nagarote e San Marcos, de acordo com a ONG.

Assim como nos casos anteriores, a maioria dos mortos são vítimas de disparos certeiros na cabeça, pescoço e tronco, o que levou a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) a advertir sobre possíveis execuções extrajudiciais.

Com informações de BOL

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...