PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Soberania e Objetivos da Defesa do Brasil

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O Brasil exerce a soberania sobre seu território, seu mar territorial e seu espaço aéreo, sem terceirizar a responsabilidade por sua defesa e segurança.

Cabe ao Estado oferecer os meios necessários para que a sociedade alcance a prosperidade, assegurando a capacidade de, livremente, afirmar seus interesses e dedicar ao próprio desenvolvimento.

Apesar de defender o entendimento e a cooperação internacional, não significa que o Brasil seja um país passivo e indefeso, mesmo sendo pacífico. Por esse motivo, recebe investimento em capacidade militar, possibilitando a reação não somente contra as ameaças externas convencionais, mas contra os riscos contemporâneos como terrorismo, o crime organizado transnacional, a pirataria e os ataques cibernéticos.

O Brasil tem consolidado sua vocação de provedor da paz no cenário internacional, no entanto, essa pacificidade não permite negligenciar a possibilidade de eclosão de cenários hostis, já que possui vastos recursos naturais, industriais e tecnológicos.

É missão do Ministério da Defesa esclarecer e mobilizar a sociedade brasileira em torno de uma Estratégia Nacional de Defesa, que assegure os interesses e a soberania do Brasil.

Confira abaixo a lista com os principais objetivos da Defesa:

I. garantir a soberania, o patrimônio nacional e a integridade territorial;

II. defender os interesses nacionais, as pessoas, os bens e os recursos brasileiros no exterior;

III. contribuir para a preservação da coesão e unidade nacionais;

IV. contribuir para a estabilidade regional;

V. contribuir para a manutenção da paz e da segurança internacionais;

VI. intensificar a projeção do Brasil no concerto das nações e sua maior inserção em processos decisórios internacionais;

VII. manter as Forças Armadas aprestadas, modernas e integradas; com crescente profissionalização, operando de forma conjunta e adequadamente desdobradas no território nacional;

VIII. conscientizar a sociedade brasileira da importância dos assuntos de defesa do país;

IX. desenvolver a Base Industrial de Defesa nacional, orientada para o desenvolvimento e consequente autonomia em tecnologias indispensáveis;

X. estruturar as Forças Armadas em torno de capacidades, dotando-as de pessoal e material compatíveis com os planejamentos estratégicos e operacionais; e

XI. desenvolver o potencial de logística de defesa e de mobilização nacional.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.