5 soldados do exército da Colômbia mortos em ataque com bomba do ELN

Ao menos cinco soldados colombianos foram mortos e mais de 10 ficaram feridos na manhã desta terça-feira (27) em ataque conduzido pelos rebeldes marxistas do Exército de Libertação Nacional (ELN) perto da fronteira com a Venezuela, disse o Exército da Colômbia.

Ontem (26), a liderança da guerrilha ELN havia informado sobre um período de cessar-fogo:

Menos de 24 horas depois o ataque com bomba foi relatado na fronteira com a Venezuela. De acordo com informações do Terra:

O ataque aconteceu um dia depois que o ELN disse que iria implementar um cessar-fogo unilateral durante eleições parlamentares no próximo mês. O governo havia dito que o gesto era o tipo de ação necessária para retomar conversas de paz paralisadas entre os dois lados.

Durante o ataque desta terça-feira, as guerrilhas bombardearam veículos militares na estrada entre as cidades de Tibu e Salazar de las Palmas, na província de Norte de Santander.

“Houve uma ação terrorista com a detonação de um dispositivo explosivo instalado por membros da unidade Juan Fernando Porras Martinez do ELN”, disse o Exército em comunicado.

O governo suspendeu negociações de paz com o ELN em janeiro, após o final do primeiro cessar-fogo bilateral, quando os rebeldes voltaram a atacar forças de segurança e gasodutos. Em apenas um final de semana do último mês, oito policiais morreram e mais de quarenta pessoas ficaram feridas.

O governo colombiano vem alertando sobre a influência da crise na Venezuela – gerada pela ditadura de Nicolás Maduro – com o fortalecimento do poder da guerrilha ELN na região de fronteira com a Colômbia.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *