Soros critica Brexit e diz que divórcio com UE durará “uma eternidade”

O magnata húngaro-americano George Soros, crítico ferrenho do Brexit, afirmou nesta terça-feira (29) que o divórcio entre Reino Unido e União Europeia deve durar cinco anos, “uma eternidade em política”.

Na reunião anual em Paris do Conselho Europeu de Relações Internacionais, um dos vários grupo que o globalista financia, Soros declarou:

O Brexit é um processo muito danoso, que prejudica as duas partes. O divórcio será longo, tomará provavelmente cinco anos, uma eternidade na política

Após o referendo de junho de 2016, o Reino Unido deverá deixar a União Europeia em março de 2019, mas permanecendo na união alfandegária durante um período de transição, que irá até 2020.

“Ao final, o povo britânico que deverá decidir o que quer, mas seria melhor se decidisse o mais rápido possível”, acrescentou o magnata húngaro, que também financia a organização britânica pró-europeia Best for Britain.

 

Com informações de: [ZH]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia