- PUBLICIDADE -

STF acata pedido de Bolsonaro e antecipa julgamento por racismo

Foto: Nelson Almeida/AFP
- PUBLICIDADE -

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, foi tomada após defesa de Bolsonaro alegar que não poderia ir à sessão marcada para 4 de setembro.

O caso, que será analisado pela Primeira Turma da Corte, foi antecipado para a próxima terça-feira (28).

Os ministros vão decidir se recebe ou não uma denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), comandada por Raquel Dodge, contra o candidato do PSL por crime de racismo.

O julgamento estava marcado originalmente para o dia 4 de setembro, mas a defesa de Jair Bolsonaro requisitou a antecipação.

Com a nova data, os cinco ministros da Primeira Turma – colegiado composto por Marco Aurélio, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux – vão decidir se abre ou não ação penal contra Bolsonaro antes do início do horário eleitoral no rádio e na televisão.

A propaganda partidária começa a ser veiculada no dia 31 de agosto.

 

Adaptado da fonte VEJA
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -