- PUBLICIDADE -

STF atua com ‘mau-caratismo’, diz deputado

Lava Jato nega ter investigado ministros do Supremo
- PUBLICIDADE -

“Não temos de fato uma democracia, mas somente no papel”, diz deputado.

O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) voltou a criticar, nesta terça-feira (18), os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em fevereiro, Silveira foi preso por ordem do ministro Alexandre de Moraes por xingamentos contra membros da Corte. 

O deputado está em prisão domiciliar desde 14 de março, sendo monitorado com uma tornozeleira eletrônica.

Hoje, durante reunião do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados, Silveira disse que os ministros do STF atuam com “mau-caratismo” e colocam “mordaça” sobre sua liberdade de expressão.

A informação foi divulgada pelo site Poder360. Saiba mais detalhes.

  • Silveira responde a processo por quebra de decoro parlamentar, de relatoria do deputado Fernando Rodolfo (PL-PE).
  • Quem são eles para calarem a sociedade ou colocarem o adubo do medo ou mordaça em cima de uma coisa chamada liberdade de expressão? É direito inalienável, imprescritível e inarredável em qualquer país que viva em uma democracia, o que me leva a crer que não temos de fato uma democracia, mas somente no papel, somente a quem convém”, declarou Silveira.
  • A inviolabilidade material dos senadores é absoluta sim, não cabe a deputado, senador ou ministro do supremo interpretar um texto expresso constitucional, isso além de absurdo chega a ser oligofrênico, chega a ser ineptidão, desconhecimento da causa. A minha opinião é que é um absurdo uma grande falta de conhecimento técnico ou mau-caratismo”, acrescentou.
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -