STF tira ações contra Raupp e Jucá da Lava Jato

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Após começar a tramitar no STF em janeiro de 2019, esta é a 3ª vez que o caso é transferido.

Os ex-senadores Romero Jucá e Valdir Raupp, ambos do MDB, são réus por envolvimento em um esquema de corrupção na Transpetro, subsidiária da Petrobras

Em sessão nesta terça-feira (8), a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) transferiu os processos contra os ex-senadores da 13ª Vara Federal do Paraná, responsável pela operação “Lava Jato”, para a Justiça Federal em Brasília.

Jucá é acusado de receber, em 2008, R$ 1,3 milhão em propinas da NM Engenharia. Raupp teria recebido, em 2012, propina de R$ 1 milhão da Odebrecht Ambiental, destaca o site Poder360.

O pedido dos advogados dos ex-parlamentares teve dois votos a favor da transferência para Brasília: dos ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski

Outros dois foram contra: Cármen Lúcia e Edson Fachin

De acordo com o Regimento Interno do STF, empates em julgamentos penais na Corte resultam na decisão mais favorável aos réus, ou seja, a transferência.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.