Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

STJ mantém Adélio em presídio federal de Campo Grande

Laudo psiquiátrico aponta insanidade mental de Adélio Bispo
COMPARTILHE

STJ entendeu que a superlotação de hospital psiquiátrico colocaria em risco a segurança de Adélio e da sociedade.

A 3ª Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, na última sexta-feira (14), que Adélio Bispo, autor da facada contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, vai continuar preso na penitenciária federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

A decisão foi tomada em julgamento sobre o conflito de competência entre as duas jurisdições.

Enquanto a 5ª Vara Federal Criminal de Campo Grande pede que Adélio seja mandado de volta a Minas Gerais, onde aconteceu o atentado e correu o processo, a Justiça mineira alega falta de vagas no Hospital Psiquiátrico Judiciário Jorge Vaz, o único no Estado.

A 3ª Vara Federal de Juiz de Fora informou que há uma fila de 427 pessoas para internação na instituição.

De acordo com o juízo, seria “temerário” internar Adélio Bispo em um hospital sem estrutura para garantir a segurança adequada, o que justificaria a permanência na penitenciária de Campo Grande, destaca a rádio Jovem Pan.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE