Suécia aprova construção de gasoduto ligando Rússia à Europa

A Suécia aprovou a construção do gasoduto Nord Stream 2 (“Corrente do Norte 2”, em português), de acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (7) pelo ministro das Empresas e Inovação.

“O governo deu sua permissão para [construção] do Nord Stream 2 na zona econômica da Suécia no mar Báltico. A Suécia não pode dizer ‘não’ ao projeto”, afirmou o ministro.

A solicitação para a construção do gasoduto foi enviada à Agência de Energia Dinamarquesa em abril de 2017.

O gasoduto Nord Stream 2 é um projeto conjunto das empresas Gazprom (Rússia), Engie (França), OMV AG (Áustria), Royal Dutch Shell (Holanda/Inglaterra) e as alemãs Uniper e Wintershall.

O gasoduto poderá transportar 55 bilhões de metros cúbicos de gás natural da Rússia a países europeus através do fundo do mar Báltico até à Alemanha. O projeto foi desenvolvido para evitar o transporte de gás pelo território da Ucrânia.

O Nord Stream 2 atravessará os territórios e/ou zonas econômicas exclusivas de vários países situados ao longo do mar Báltico. Entre eles estão a Rússia, Finlândia, Suécia, Dinamarca e Alemanha. Além disso, conforme a convenção Espoo, tais países como a Polônia, Letônia, Lituânia e Estônia participaram das consultas do projeto.

 

Com informações de Sputnik
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia