Suíça envia ao Brasil extratos do articulador tucano Paulo Preto

Português   English   Español
Suíça envia ao Brasil extratos do articulador tucano Paulo Preto
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

As contas de Paulo Preto passaram a ser congeladas e, mesmo que os valores já não estejam mais na Suíça, a esperança dos procuradores é de que os documentos bancários ajudem a elucidar a origem dos recursos.

Após quase um ano de trâmites legais, o Escritório Federal de Justiça em Berna confirmou nesta quarta-feira (24) que os extratos bancários das contas na Suíça do ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido com Paulo Preto, foram transmitidos às autoridades brasileiras.

A coleta de dados é considerada fundamental para identificar quem se beneficiou e quem pagou por mais de R$ 113 milhões registrados nas contas de Vieira de Souza, apontado por investigadores como operador do PSDB.

A expectativa é de que, com os extratos, o caminho do dinheiro possa ser revelado.

“Podemos informar que os documentos foram enviados já na semana passada às autoridades brasileiras”, confirmou Folco Galli, porta-voz do Escritório Federal de Justiça.

Documentos nos tribunais da Suíça revelaram que existiu uma coincidência entre transferências “importantes e regulares” para as contas no exterior e o momento em que o ex-diretor teria realizado supostos desvios.

Paulo Preto chegou a abrir processos judiciais para tentar impedir que as informações fossem repassadas ao Brasil, mas sofreu derrotas em todos os níveis da Justiça da Suíça.

 

Adaptado da fonte ISTOÉ
SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...